LOADING

Type to search

Diversos Séries

5 motivos para assistir e amar Unbreakable Kimmy Schmidt

Rafaela Paludo 17 de maio de 2016
Share

unbreakable-kimmy-schmidt

Imaginem uma história sobre quatro mulheres raptadas e mantidas em cárcere privado durante 15 anos por um reverendo desequilibrado que contava a elas que o apocalipse havia chegado e devastado a humanidade? Pois esqueça os traumas e os dramas, pois Unbreakable Kimmy Schmidt vai te fazer rolar de tanto rir (literalmente, aconteceu comigo).

Unbreakable Kimmy Schmidt é mais uma das séries excelentes produzidas pela Netflix. Nela, acompanhamos o dia a dia de Kimmy que, após 15 anos mantida presa dentro de um bunker pelo reverendo maluco que mencionei ali em cima, busca recuperar o tempo perdido e reconstruir sua vida em Nova York.

Agora, tem uma coisa que preciso revelar a vocês: eu costumo detestar comédia. Não querendo fazer a culta mas já fazendo, quando o assunto é comédia, sou do time do sarcasmo e das alfinetadas. Por favor, nunca me chamem para assistir Se Beber, Não Case. E é justamente por isso que estou aqui falando sobre a maravilhosa Unbreakable Kimmy Schmidt, apresentando cinco motivos para vocês correrem para a Netflix e se apaixonarem também. Vamos lá?

1. Mulheres fazendo humor, sim, senhor!
Não é novidade que o grande público costuma achar homens mais engraçados que mulheres. Afinal de contas, servimos apenas como prêmio para o herói que salva o dia. A não ser quando estamos fora dos padrões de beleza, então servimos como motivo de piada (sempre rindo de nós, e não conosco). Unbreakable Kimmy Schmidt chuta bundas e grita na nossa cara que vai ter mulher comediante, sim! O elenco conta com Ellie Kemper (The Office), Jane Krakowski (30 Rock), Carol Kane (desafio vocês a nunca terem visto um filme ou série com essa mulher) e mais uma infinidade de atrizes. Lembrando que a série foi co-criada pela Tina Fey.

2. Episódios curtos
Os episódios de Unbreakable Kimmy Schmidt duram em média 25 minutos, ou seja: não precisa de cerimônia para sentar e assistir. Existem dois tipos de pessoas: as que conseguem assistir Unbreakable Kimmy Schmidt em etapas, para não terminar logo (prazer, Rafaela) e aquelas que deram o play no primeiro episódio e acabaram com a série em uma sentada. Depois me contem que tipo vocês são!

3. Humor inteligente e atual
Vivemos em um mundo onde cada vez mais (felizmente) as pessoas têm coragem de ser quem realmente são. As minorias ganham espaço a cada dia… Só que não. Quem está do lado menos favorecido (seja em termos de gênero, sexualidade, etnia) sabe que o discurso de inclusão é muito bonito na teoria, mas que a prática acaba desapontando. Unbreakable Kimmy Schmidt vai abordar todas essas questões e de quebra te arrancar muitas gargalhadas.

4. Titus Adromedon
Não tem como falar de Unbreakable Kimmy Schmidt e não falar de Titus Andromedon, melhor amigo da protagonista. Negro, gordo e gay, Titus tem tudo para ser aquele personagem reduzido a um esteriótipo. Na verdade, é ele quem tira sarro desse esteriótipo quando a gente menos espera – sem perder a oportunidade de alfinetar o espectador branco e heterossexual, é claro.

5. ‘Cause females are strong as hell!
Essa frase está presente na abertura da série, a qual é impossível não cantar e dançar junto (é só dar play no vídeo no início do post). Eu acho que ela diz muito sobre a série. Apesar do tema passar despercebido em meio a tantas piadas, Unbreakable Kimmy Schmidt fala sobre uma mulher que superou as dificuldades impostas sobre ela e deu a volta por cima. Como se isso não bastasse, ela ajuda outras mulheres em seu caminho, como a socialite Jacqueline Voorhees, que foi traída pelo marido milionário e acha que precisa continuar o relacionamento para manter as aparências. Ou suas colegas de bunker, que precisam da ajuda de Kimmy para colocar o reverendo na cadeia.

Agora é hora de todos vocês correrem para assistir Unbreakable Kimmy Schmidt! Depois venham aqui me contar sobre o que mais gostaram na série. A cada episódio visto, eu me perguntava porque não tinha assistido antes. Boa maratona!

Tags:
Rafaela Paludo

Apaixonada por livros, dias chuvosos e xícaras de chá.

  • 1

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *