LOADING

Type to search

Livros Resenhas

Claros sinais de surpresa

Rafaela Paludo 5 de julho de 2015
Share

Recentemente, fiz diversas trocas no Skoob, mas um livro em especial eu solicitei totalmente no impulso. Sabe quando você possui créditos de troca disponíveis e só quer gastá-los logo? Pois foi assim que Claros sinais de loucura foi parar na minha estante. O fato de ele ter passado na frente da pilha de leitura também foi pura coincidência: eu tinha terminado de ler O iluminado e precisava de um livro fofo para conseguir dormir de novo. Pela capa, Claros sinais de loucura era o livro mais próximo disso ainda não lido. E foi então que as surpresas começaram.

capa

Claros sinais de loucura conta a história de Sarah Nelson, uma garotinha de 12 anos recém completados que está passando por todos os dramas pré-adolescentes que eu e você já passamos. Tudo normal até aqui, se não fosse pelo fato de que a mãe de Sarah tentou afogar ela e seu irmão gêmeo quando eles tinham dois anos, e desde então mora em uma instituição psiquiátrica. O pai de Sarah, por conta do trauma e da notoriedade do crime, se tornou alcoólatra e dá pouca ou nenhuma atenção à filha. Além disso, Sarah adora aprender o significado de palavras incomuns e possui uma planta como melhor amiga. Acredite em mim: antes do quinto capítulo, qualquer ideia de normalidade já foi por água abaixo.

quote1

Apesar dos acontecimentos trágicos em sua vida, Sarah está longe de ser uma garota triste. Por não se lembrar da tentativa de afogamento, devido à pouca idade, ela lida com esse acontecimento com um estranho e cativante bom humor. O que não significa que, no fundo, ela não queira respostas sobre o que levou a mãe a fazer o que fez. Para lidar com seus conflitos internos, ela costuma escrever cartas para Atticus Finch, o protagonista de O sol é para todos. Por motivos óbvios, Atticus não responde às cartas. No entanto, Sarah acaba encontrando indiretamente as respostas para suas angústias, ao articulá-las no papel.

quote2

Mas as aventuras de Sarah não se resumem aos mistérios envolvendo sua mãe. A história se passa ao longo das férias de verão da protagonista, e nesse pouco tempo ela fará grandes amizades que a farão entender melhor como funcionam as pessoas e seus sentimentos. Destaque para a Sra. Dupree, vizinha de Sarah e responsável pela maior quantidade de lágrimas derramadas por esta que vos escreve.

Esse é o primeiro livro jovem da autora Karen Harrington, e fiquei impressionada com a delicadeza de sua escrita. Quando fui pesquisar mais sobre ela, para escrever essa resenha, descobri que ela lançou um livro somente sobre Jane Nelson, a mãe de Sarah, contando o que se passava com ela quando tentou afogar seus filhos. O título é Janeology e foi publicado (somente em inglês) antes de Claros sinais de loucura, além de ser voltado para o público adulto.

quote3

Ao iniciar a leitura de Claros sinais de loucura sem nenhuma expectativa, me permiti ser surpreendida por uma história que aborda um assunto sério de maneira sutil e divertida. O mais emocionante do livro, na minha opinião, não é somente a busca de Sarah por entender o que levou sua mãe a cometer o crime, mas também as relações interpessoais que a protagonista desenvolve na busca por autoconhecimento. Se você busca ensinamentos e reflexões em um livro, com uma pitada de bom humor e nostalgia pelos seus tempos de pré-adolescente, Claros sinais de loucura é a história certa para você. Prepare-se para uma montanha-russa de sentimentos e boa leitura!

Tags:
Rafaela Paludo

Apaixonada por livros, dias chuvosos e xícaras de chá.

  • 1

You Might also Like

5 Comments

  1. Juliana Cirqueira 8 de julho de 2015

    Oi Rafa! :)
    Olha, eu também me surpreendi muito com esse livro!
    Sarah é uma das personagens mais interessantes, profundas e contraditórias que eu já conheci. Adoro ela, tenho vontade de ser BFF <3
    Realmente é um livro lindo, cheio de passagens reflexivas lindas. Também adorei a leitura na época em que li, fiz resenha, sorteei exemplar e até fiz entrevista com a autora, haha.

    Beijo grande! <3

    Responder
    1. Rafaela Paludo 10 de julho de 2015

      Ju, que honra seu comentário por aqui! Puxa, já vou correndo lá no Nuvem ver essa entrevista com a autora :-)
      Ah, e eu também queria ser BFF da Sarah e dizer: miga, calma que daqui uns anos todas essas inseguranças vão passar e vai ficar tudo bem! hahaha
      Beijo grande!

  2. Juliane 9 de julho de 2015

    Não consigo não querer ler os livros que você resenha Rafa!
    Aí junta que a Laryssa recomendou ele no meu blog também, parece um sinal do tipo “must read!”
    Você já leu ‘No coração da floresta’ da Agir Now? São duas irmãs com uma mãe problemática também, comprei esses dias e to resistindo pra passar ele na frente dos outros livros da fila, mas tá difícil!!
    Adorei suas quotes destacadas desse jeito principalmente essa última, foi lá nos deep feelings.
    Deixa eu te perguntar Rafa, você vai na Bienal esse ano?
    Beijos!

    Responder
    1. Rafaela Paludo 10 de julho de 2015

      Leia sim, Ju! Esse livro é muito fofo e é bem rapidinho de ser lido, por ter capítulos curtos e um ritmo beeem fluído. Com certeza não vai “atrapalhar” o restante das leituras! Além disso, ele te envolve sem tu perceber. Não sou de chorar, mas quando me dava conta tinha uma ou duas lágrimas escorrendo huehuehue :-P
      Esse No coração da floresta eu tinha visto fotos do livro, mas não sabia que a história também tinha essa temática! Olhei a sinopse e parece ser bem mais dark. Fiquei interessada! A capa e o projeto gráfico parecem muito bonitos (designer é foda) ♥

  3. Bárbara Prince 21 de julho de 2015

    Ain, eu também adorei esse livro. Foi mesmo uma surpresa agradável – eu esperava um livro mais bobinho, mas ele conseguiu ser leve, mas sério. Como você, eu também gosto de livros leves pra intercalar com leituras mais tensas, e esse foi perfeito. Não sabia desse outro livro “Janeology”, mas fiquei mega interessada!

    http://www.blogsemserifa.com

    Responder

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *