LOADING

Type to search

Livros Resenhas

Resenha: Caçadores de trolls, de Guillermo del Toro e Daniel Kraus

Rafaela Paludo 29 de março de 2016
Share

Guillermo del Toro é um diretor que possui muitos admiradores, e eu faço questão de dizer que faço parte desse fã-clube. O fato de ele ser co-autor de Caçadores de trolls já havia despertado meu interesse pelo livro, mas foi depois de saber que a Netflix e a Dreamworks transformariam a obra em série que eu pensei: preciso ler pra ontem! Admito, sou meio obcecada em estar bem informada sobre lançamentos.

IMG_4700

Caçadores de trolls é co-escrito por Guillermo del Toro e por Daniel Kraus, autor que também possui alguma experiência em cinema. Em seu livro, os autores levam o leitor por uma viagem subterrânea através do universo dos trolls, misturando elementos mitológicos clássicos desses seres com uma abordagem contemporânea. A narrativa é enriquecida pelas ilustrações de Sean Murray, que já trabalhou para títulos como Dungeons & Dragons Online e The Lord of the Rings Online.

O livro começa com um prólogo, contando a história da Epidemia das Caixas de Leite em 1969. Tal acontecimento ganhou essa alcunha após diversas crianças desaparecerem na cidade de San Bernardino, tendo seus rostos, consequentemente, estampados em caixas de leite (uma prática comum nos Estados Unidos). Naquela época, os jovens Jack e Jim Sturges brincavam tranquilos pelas ruas, apesar das advertências dos pais. Foi numa tarde aparentemente pacata, enquanto os irmãos andavam de bicicleta, que Jack Sturges sumiu misteriosamente.

sean-murray

No primeiro capítulo de Caçadores de trolls, somos transportados novamente para nossa época, onde Jim Sturges é o pai amargurado e paranóico do nosso protagonista, Jim Sturges Jr. Ao lado de seu melhor amigo Bola, criado pela avó (assim como o próprio del Toro), Jim enfrenta diariamente todas as aventuras que um garoto de 15 anos poderia ser submetido: provas de matemática, paixonites e a eterna humilhação por parte do valentão da escola. A vida segue, até que Jim é capturado e levado para o mundo subterrâneo dos trolls sem muita cerimônia.

Em seu cursinho intensivo, Jim descobre que é uma peça essencial na batalha contra Gunmar, o Sombrio, responsável pela Epidemia das Caixas de Leite de 1969. É somente quando as crianças do seu bairro começam a sumir misteriosamente que Jim se vê incapaz de negar o chamado dos Caçadores de Trolls.

Finalizei a leitura de Caçadores de trolls ainda mais ansiosa para ver sua adaptação nas telas. Por ser um livro infanto-juvenil, confesso que estava esperando por uma história amena, sem grandes reviravoltas e com soluções simplistas para grandes problemas. Fiquei surpresa ao me deparar com um livro que não subestima o leitor jovem – e com certeza deixa o leitor adulto muito satisfeito. Os personagens esbanjam carisma e a trama é bem estruturada e inteligente, como esperaríamos de uma história co-assinada por um nome de peso como Guillermo del Toro.

eu-quero-cacadores-trolls

Eu certamente não lembrava a última vez de ter devorado um livro com tanta facilidade como Caçadores de trolls. Prepare-se para grandes aventuras ao lado de Jim, Bola e seus companheiros de luta nada convencionais (preferi manter esse detalhe em segredo para não estragar a surpresa de ninguém).

Não esqueça de deixar nos comentários o que você achou da resenha e se também ficou ansioso pela série da Netflix. Lembrando que a parceria com a Dreamworks também inclui a disponibilização dos outros longas do estúdio. Notícia boa, né? Você também pode saber mais sobre Caçadores de trolls no hotsite especial da Intrínseca. Boas leituras e cuidado com os trolls malvados!

SELO_BLOGSPARCEIROS_2015

Tags:
Rafaela Paludo

Apaixonada por livros, dias chuvosos e xícaras de chá.

  • 1

2 Comments

  1. Juliane 10 de maio de 2016

    Vi a notícia sobre a série mas não sabia nada sobre ela, agora estou um pouquinho mais curiosa :)
    Achei que o livro seria beeem infantil sabe Rafa? Que bom que me enganei!
    “A vida segue, até que Jim é capturado e levado para o mundo subterrâneo dos trolls sem muita cerimônia.” é aquele FAMOSO de repente né? kkkkkk
    Já quero ver a série!
    Beijos Rafa!

    Responder
  2. klayvert 27 de dezembro de 2016

    Faz um vídeo mostrando as semelhanças e diferenças entre o livro e a serie caçadores de trolls

    Responder

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *